quinta-feira, 5 de abril de 2012

Passa o cadeirante aê!

Primeiro veio a Gangue das Louras, depois o Bando da Terceira Idade. Isso acabou me dando ideia. Resolvi criar a Quadrilha dos Cadeirantes. Vê só se não faz sentido: ninguém desconfia do coitado do deficiente. Hoje eu entro em agência bancária sem passar pelo detector de metais. Vem um funcionário e abre uma porta lateral pra mim. E pra viajar de avião? Também não me revistam. Vem um funcionário e abre uma porta lateral pra mim. Outro dia fui a um desses edifícios inteligentes, onde antes de entrar tem que passar no balcão pra tirar foto, fornecer dados pessoais, o escambau. Fui dispensado disso tudo. Veio um funcionário e abriu uma porta lateral pra mim. Ser invisível tem lá suas vantagens. Qualquer hora eu faço um teste: encho a mochila de arma, canivete, granada e entro num prédio desses só pra ver no que dá. Falta agora escolher a que modalidade de crime eu vou me dedicar. Pode ser terrorismo, golpe em caixa eletrônico, fraude em licitação... Pensando bem, com essa a gordinha fanfarrona já se deu mal no Fantástico. Melhor tomar cuidado com câmera escondida. Podia também tentar a sorte com as máquinas de bingo. Vou dar uma ligada pro Carlinhos Cachoeira... Acho que não... Foi num grampo desses que o Demóstenes rodou. Enfim, depois eu resolvo isso. Agora tenho é que selecionar uns três ou quatro camaradas pra tocar esse projeto de uma vez. Portanto, se você é cadeirante e está em busca de uma promissora carreira de crimes, favor enviar currículo com pretensão salarial para chefedaquadrilhadoscadeirantes@yahoo.com.br. Não exijo experiência, apenas boa vontade.


6 comentários:

  1. Repetindo o que falei no FB. Você está dando um banho.Texto gostoso de ler e dizendo tudo nas entrelinhas. Leve e comovente. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu pelo incentivo, Sonia. Sempre com olhar generoso sobre os trabalhos dos amigos. bj

      Excluir
  2. Cássia Lanzelote5 de abril de 2012 18:47

    Qual é rapa! Se inspirou no texto do Maninho? rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra você ver, minha amiga. Tô tentando arrumar uma carreira nova. bj

      Excluir
  3. Fala Careca!
    Vou ter que dar a ideia. Voce nao vai ser o criminoso, o que voce tem que fazer e usar a sua invisibilidade pra passar com as armas e la dentro distribuir aos criminosos que completarao o servico. Com isso vc podera comecar o seu proprio negocio, que sera de vender armas pra bandidos ja no local, e ainda teria a oportunidade de recomprar as armas devolta quando o servico acabasse por um preco menor.
    Agora imagina isso com drogas e joias tambem.
    To orgulhoso de voce nas suas ideias.
    Bjs na bunda.

    ResponderExcluir
  4. Jano Boy, meu filho!
    O lance é esse mesmo, investir no empreendedorismo. Até já tenho um fornecedor de matéria prima pra esse Rent a Gun. Droga é que vai demorar um pouquinho porque acabaram de pacificar o morro aqui perto de casa.
    Bj na banda direita

    ResponderExcluir